quarta-feira, 20 de agosto de 2014

"Facts" Cartão BOM fará integração entre ônibus intermunicipais da EMTU, trens da CPTM e Metrô

Integração entre ônibus intermunicipais e sistema de trilhos terá desconto de R$ 1,35 por viagem. Desconto vale para quem usa o Cartão BOM e vai ser implantado em 30 de agosto.
Ilustração: Grupo T.R.A..
ADAMO BAZANI – CBN
A Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos anunciou nesta terça-feira, dia 19 de agosto de 2014, que o passageiro que utiliza os ônibus intermunicipais de 39 cidades da Grande São Paulo e os serviços de ônibus e trólebus da Metra, no Corredor Metropolitano ABD, terá desconto de R$ 1,35 na transferência para os trens da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e para o Metrô.

O desconto começa a valer a partir do dia 30 de agosto apenas para quem possui o Cartão BOM – Bilhete de Ônibus Metropolitano.
Para ter direito ao desconto, o passageiro deve fazer esta integração num intervalo de 3 horas entre um meio de transporte e outro.

Por exemplo, quem usa os serviços da Metra no Corredor Metropolitano ABD e desce na Estação de Santo André hoje paga R$ 3,20 para os ônibus ou trólebus e mais R$ 3,00 para a CPTM, o que somaria R$ 6,20 por viagem,

Com o Cartão BOM, a partir do dia 30 de agosto, esta transferência em vez de custar R$ 6,20 por viagem, vai custar R$ 4,85.
Somando as viagens de ida e volta, o desconto diário será de R$ 2,70.

De acordo com nota da Secretaria de Transportes Metropolitanos, a medida é um mais um passo para a integração física nos terminais que recebem ônibus, metrô e trens.

A implantação deste sistema começou com a colocação gradativa em 2011 de validadores híbridos nas estações da CPTM e do Metrô que hoje podem ler o Bilhete Único da Capital Paulista, o Cartão BOM ou receber nas catracas o bilhete de papel com tarja magnética.

Ainda de acordo com a pasta de transportes, existem hoje 3,7 milhões de unidades do Cartão BOM na Região Metropolitana de São Paulo.

A secretaria explica como adquirir o Cartão BOM:
“Para obter o cartão BOM, basta entrar no site https://www.cartaobom.net/index.aspx, preencher o cadastro com as informações solicitadas e marcar a retirada do cartão em um dos oito postos de autorizados de atendimento na Grande São Paulo.
O cartão também pode ser adquirido pessoalmente nos postos de atendimento, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h30 e, aos sábados, das 9h às 12h.

Arujá: Avenida dos Expedicionários 1056, Centro
Guarulhos: Avenida Tiradentes 1305, Centro
Osasco: Avenida dos Autonomistas 500, Top Shop Loja 13, Vila Yara
São Bernardo do Campo: Rua Jurubatuba 1134, Centro
São Paulo: Rua Domingos de Moraes 1297, Vila Mariana
São Paulo: Rua Cunha Gago 416, Pinheiros
Suzano: Avenida Vereador João Batista Fitipaldi 109, Centro
Taboão da Serra: Avenida Armando de Andrade 313
 
FONTE: Blog Ponto de Ônibus

+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

"Facts" Prefeitura de Mauá assina contrato com a Suzantur

Mauá assina contrato com Suzantur. Licitação ocorreu após polêmico descredenciamento de duas empresas de ônibus.
Caio Apache Vip III Volkswagen 17.230 OD Euro V da Suzantur. Foto: Grupo T.R.A..
ADAMO BAZANI – CBN
Após diversas dúvidas, trocas de acusações entre empresas de ônibus e poder público e recursos judiciais e administrativos, a prefeitura de Mauá assinou nesta sexta-feira, dia 15 de agosto de 2014, o contrato de operação com a empresa de ônibus Suzantur, que vai atuar sozinha em todas as linhas de ônibus do município.
A companhia, de acordo com o contrato de licitação, terá 120 dias para colocar em circulação 248 ônibus zero quilômetro, todos com acessibilidade para portadores de mobilidade reduzida.

Também participaram da licitação as empresas de ônibus Express Transportes Urbanos Ltda, da zona Leste de São Paulo, a Viação Diadema, de Baltazar José de Sousa, e a Princesa Turismo Eireli, de Mato Grosso.
A prefeitura alegou que as três empresas não apresentaram certidões negativas de débito e tiveram problemas na documentação e desabilitou as companhias na primeira fase da licitação, no dia 14 de julho de 2014.

A Suzantur, que começou a operar em outubro do ano passado, com base num contrato emergencial de 180, que acabou extrapolando este prazo, ofereceu R$ 6,2 milhões como outorga para operar os serviços. O valor é R$ 1,2 milhão acima do mínimo exigido pelo edital: R$ 5 milhões.

MONOPÓLIO:
O sistema de transportes de Mauá volta ao regime de monopólio, que foi quebrado em 2010.
A Suzantur vai operar sozinha as 49 linhas da cidade por 20 anos. O contrato de licitação entrega o sistema à empresa por 10 anos renováveis por mais 10 anos. Por dia, a demanda de passageiros no sistema de Mauá é de 110 mil pessoas.

O prefeito Donisete Braga e o ex-secretário de mobilidade urbana, Paulo Eugênio Pereira, disseram, na época da disputa judicial contra a empresa Leblon Transporte de Passageiros, do Paraná, que o modelo ideal para a cidade era haver duas ou mais empresas de ônibus. Com isso, de acordo com o discurso na época, haveria concorrência em alguns trajetos, ao menos nas principais vias, e a população poderia identificar as diferenças entre as empresas e cobrar melhorias daquela que não prestasse os serviços de forma adequada.

Mas depois que a Leblon Transporte de Passageiros foi retirada do sistema por um controverso processo de descredenciamento, o discurso mudou.

A prefeitura alega que economicamente para o município é melhor que haja apenas uma operadora.
Em entrevista ao Blog Ponto de Ônibus, o prefeito de Mauá, Donisete Braga, disse que o fato de haver uma empresa apenas operando, não significa que o poder público não terá controle da situação.

“Eu sempre fui e sou contra monopólios. Acredito plenamente neste modelo de mobilidade que Mauá terá a partir desta licitação. O fato de uma empresa operar os transportes não significa que o poder público não terá controle da situação. Pelo contrário, seremos rigorosos e a fiscalização será constante” – prometeu Donisete Braga.

DESCREDENCIAMENTO DE EMPRESAS FOI POLÊMICO:
A licitação ocorreu após um polêmico processo de descredenciamento das duas antigas operadoras – Viação Cidade de Mauá, lote 01, e Leblon Transporte de Passageiros, lote 02.
A administração Donisete Braga acusa as empresas de terem realizado consultas sem autorização aos dados de bilhetagem eletrônica.
As empresas negam e a acusação não foi unanimidade nem na prefeitura. Em 27 de junho de 2013, a corregedora do município, Thaís de Almeida Miana, acatou as provas apresentadas pela Leblon de que não houve invasão ou fraude no sistema. A empresa argumentou que as consultas foram autorizadas pela prefeitura e que o próprio poder público treinou as companhias de ônibus. A corregedora então recomendou a realização de uma sindicância mais técnica e menos testemunhal.
A recomendação não foi seguida por Donisete Braga e nem por Paulo Eugênio que continuaram o processo de descredenciamento das duas empresas.

SEGUE PUBLICAÇÃO NO DIÁRIO OFICIAL DESTA SEXTA-FEIRA, 15 DE AGOSTO:

OBJETO: CONCORRÊNCIA do tipo MAIOR OUTORGA, objetivando a CONCESSÃO A TÍTULO ONEROSO PARA EXPLORAÇÃO E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO NO MUNICÍPIO DE MAUÁ.

Após decisão e julgamento dos recursos apresentados, o Sr. Secretário de Mobilidade Urbana, no uso de suas atribuições, resolve HOMOLOGAR o procedimento licitatório na modalidade concorrência pública, ADJUDICANDO o objeto do certame a favor da empresa TRANSPORTADORA TURÍSTICA SUZANO LTDA, com valor de outorga ofertado de R$ 6.200.000,00. 

Azor Albuquerque da Silva – Secretário de Mobilidade Urbana


+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

terça-feira, 12 de agosto de 2014

"Facts" Greve dos motoristas de ônibus acaba em Mauá após um acordo

Entre a madrugada e a manhã desta segunda-feira, cidade ficou sem transporte coletivo.
Ônibus da Suzantur, que estava operando em umas das linhas da Viação Cidade de Mauá durante a greve. Foto: Grupo T.R.A..
Os motoristas e cobradores das 17 linhas municipais da Viação Cidade Mauá e dos veículos intermunicipais da empresa E.A.O.S.A finalizaram, por volta das 12h20 desta segunda-feira (11/08), a greve do transporte coletivo de Mauá. A categoria conseguiu alcançar as reivindicações trabalhistas. 

Em uma reunião no Paço entre funcionários, Sintetra (Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transporte Rodoviários e Anexos) e o empresário Baltazar José de Souza, dono da Viação Cidade Mauá, o grupo conseguiu assegurar os direitos trabalhistas de 185 funcionários demitidos após o prefeito Donisete Braga contratar emergencialmente a Suzantur, em outubro de 2013, quando as outras empresas foram classificadas inidôneas por burlarem o sistema de bilhetagem eletrônica. 

A greve começou às 3h30 desta segunda-feira (11/08) e a princípio, 100% da frota da cidade ficou paralisada. Por volta, das 7h, os ônibus da Suzantur, que atende 32 linhas e representa 60% da frota, voltaram a operar. Já os veículos municipais da Viação Cidade de Mauá, que trabalham por meio de uma liminar judicial, e das linhas intermunicipais da empresa E.A.O.S.A seguiram parados até o fim da reunião entre Prefeitura e Sintetra. O retorno ao trabalho foi decidido em uma assembleia dos trabalhadores. 

Durante a reunião, o empresário Baltazar se comprometeu a realizar todas as rescisões contratuais e finalizar as homologações dos 185 trabalhadores entre esta quinta (14/08) e sexta-feira (15/08). De acordo com o Sintetra, a soma de toda a dívida trabalhista chega a aproximadamente R$ 4 milhões. Além disso, a reunião também definiu que todos os funcionários demitidos serão imediatamente contratados pela Suzantur. Os trabalhadores reclamavam da possibilidade de apenas 125 funcionários serem reaproveitados na nova empresa de transporte de Mauá. 

Em nota, a Prefeitura esclareceu que apenas intermediou as negociações entre representantes do Sintetra, funcionários da empresa Viação Cidade de Mauá – que opera 17 das 49 linhas municipais -- e o empresário Baltazar José de Souza. A Administração também confirmou o comprometimento do empresário em acertar as verbas rescisórias e homologação dos funcionários demitidos, reivindicação que havia motivado a paralisação. 


+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

"Facts" Greve dos motoristas de ônibus em Mauá continua, mas Suzantur volta a operar

Greve dos motoristas de ônibus em Mauá continua, mas parcialmente.
Ônibus intermunicipal da E.A.O.S.A.. As linhas operadas pela empresa permanecem suspensas.
A empresa Suzantur, que opera a maioria das linhas municipais de Mauá, conseguiu liberar sua frota de ônibus da garagem após ficar horas sem operação. Mas como o trânsito do Jardim Zaíra estava sobrecarregado, algumas linhas operadas pela empresa tiveram um pouco de atraso para voltar a normalidade.

As empresas E.A.O.S.A. e Viação Cidade de Mauá continuam com as operações suspensas até o momento.

+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

domingo, 10 de agosto de 2014

GTA BUS MAUA SA: Neobus Thunder + Suzantur

Olá pessoal que acompanham o GTA BUS MAUA SA:
Hoje trago mais uma pintura da cidade de Mauá.
Trata-se do Neobus Thunder + Mercedes Benz Lo-915 da Suzantur, empresa que está operando na cidade de forma emergencial, e que em breve, deve assumir todas as linhas do município com a finalização da licitação.
Fiquem com as fotos e link para download:
FOTO REAL:

http://www.4shared.com/rar/EV0A9saLba/Neobus_Thunder___Suzantur_Mau.html
FICHA DE DADOS:
Modelagem: Felipe Bonamigo
Interior: Felipe Bonamigo
Bancos: Felipe Bonamigo
Texturas: Felipe Bonamigo
Conversão: Kaio
Rodas, painel e logos MB: Felipe Bonamigo

Pintura: Thiago de Souza

Instale pelo GGMM.
Substitua o Burrito!

+ skins futuramente!
Abraços
;)

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

"Facts" Viação Cidade de Mauá e E.A.O.S.A. entrarão em greve na segunda (11)

Quem utiliza os ônibus das duas empresas, deve procurar rotas alternativas.
Ônibus midi da Viação Cidade de Mauá operando na linha 103 - Bógus. Foto: Grupo T.R.A..
Brenno Souza e Tiago Oliveira
Motoristas de ônibus das viações EAOSA e Cidade de Mauá decidiram entrar em greve a partir da próxima segunda-feira (11). Os trabalhadores definiram a paralisação em assembleia realizada nesta quinta-feira (7), na sede do Sindicato dos Rodoviários do ABC.

A categoria reivindica o pagamento de verbas rescisórias dos funcionários da viação Cidade de Mauá que foram demitidos devido à entrada da Suzantur no município.
O sindicato divulgou carta, em que pede desculpas à população e explica os motivos da greve:

CARTA ABERTA À POPULAÇÃO DE MAUÁ
Nós trabalhadores rodoviários (motoristas, cobradores e manutenção), estamos transtornados com a situação do transporte público de Mauá e com a falta de compromisso com os trabalhadores desta categoria.

A mudança neste sistema não apenas penaliza a população, como também os funcionários da Viação Cidade de Mauá e empresas da região. Em diversas reuniões realizadas entre a prefeitura e o nosso sindicato, ficou garantido o bem estar dos usuários do transporte coletivo e o emprego e os direitos de todos os trabalhadores envolvidos na situação de mudança, mas isto não aconteceu.

A população sofre com as inúmeras falhas das mudanças e os trabalhadores foram demitidos, muitos não foram recolocados em seus postos de trabalho e em grande maioria estão sendo lesados nos direitos trabalhistas.

Vejam a situação: a Viação Cidade de Mauá demitiu e não está pagando as verbas rescisórias, a prefeitura nada fez para reverter estas falcatruas.

Pedimos desculpas à população, mas diante de tantas irregularidades, nós vamos à greve a partir de zero hora da segunda, 11 de agosto. Nós estaremos paralisando o transporte coletivos das empresas: Cidade de Mauá, EAOSA, Januária e Barão de Mauá.
Vamos à greve por Justiça e dignididade no trabalho.

SINDICATO DOS RODOVIÁRIOS DO ABC

Fonte: Repórter Diário

+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

"Facts" Viação Cidade de Mauá pode entrar em greve no dia 08

Mauá pode ter greve de ônibus. Funcionários das empresas Viação Cidade de Mauá e EAOSA dizem que não receberam pagamento de verbas rescisórias após entrada da Suzantur na cidade.
Ônibus da Viação Cidade de Mauá operando em uma das linhas que permanecem com a empresa até o momento.. Foto: Willian Sousa.
ADAMO BAZANI – CBN
Motoristas e cobradores de ônibus em Mauá, na Grande São Paulo, ameaçam entrar em greve nesta sexta-feira, dia 08 de agosto de 2014.
O motivo, segundo carta de aviso do Sintreta, que é o sindicato que representa os rodoviários no ABC Paulista, é que as empresas de Baltazar José de Sousa não pagaram as verbas rescisórias dos trabalhadores após demissões provocadas pelo início das operações da empresa de ônibus Suzantur, contratada emergencialmente em outubro de 2013 por 180 dias pelo prefeito Donisete Braga e pelo então secretário de mobilidade urbana, Paulo Eugênio.

Os trabalhadores atuam nas dezessete linhas de ônibus operadas ainda pela Viação Cidade de Mauá, que foi descredenciada do sistema após supostas consultas não autorizadas aoS dados da bilhetagem eletrônica. Outra empresa, Leblon Transporte de Passageiros, que não opera mais na cidade desde 29 de dezembro de 2013, também é acusada pela administração de Donisete Braga. Ambas empresas negam. A procuradora do município Thaís de Almeida Miana aceitou as provas apresentadas pela Leblon de que não houve invasão ao sistema de bilhetagem eletrônica e em 27 de junho de 2013 recomendou uma nova sindicância. A recomendação não foi seguida por Donisete Braga e nem por Paulo Eugênio.

Não há contestações do sindicato em relação aos pagamentos da Leblon.
Os motoristas do grupo de Baltazar José de Sousa estão registrados na VCM – Viação Cidade de Mauá, EAOSA – Empresa Auto Ônibus Santo André, Viação Barão de Mauá e Viação Januária, esta duas últimas operavam em Mauá até 2010. As empresas deixaram de prestar serviços, mas continuaram abertas. Os funcionários da Barão de Mauá e Januária passaram a trabalhar na VCM.

OUTRO LADO:
Em carta resposta ao Sindicato, à qual o Blog Ponto de Ônibus teve acesso, a diretoria da Viação Cidade de Mauá diz que os encargos seriam assumidos pela operadora agora classificada para operar os transportes na cidade por 20 anos, Suzantur.
Participaram do acordo, segundo o documento, representantes da Viação Cidade de Mauá, o secretário de mobilidade urbana da época, Paulo Eugênio, o prefeito Donisete Braga, e José Garcia Neto e David Barioni Neto, ambos na condição de representantes da Suzantur.
 
Segue a íntegra da carta:

Santo André, 05 de agosto de 2014
Ilmo Sr. Presidente do Sindicato dos Rodoviários e Anexos do ABC – Sintetra:
Prezado Sr:
Em meados de outubro de 2013, a Viação Cidade de Mauá Ltda, então concessionária no Município de Mauá, entabulou com os Srs. José Garcia Neto e David Barioni, representantes da Empresa Suzantur, a transferência das linhas de ônibus para essa empresa. Acordo esse do qual participaram o prefeito, Sr. Donisete Braga e seus Secretários de Governo e de Mobilidade Urbana.
Nessa negociação, entabulou-se que à medida que as linhas fossem transferidas à SUZANTUR, o quadro de empregados ligados às linhas repassadas seria demitido para posterior admissão junto à empresa sucessora que o absorveria.
A SUZANTUR, ainda, absorveria o fundo de comércio correspondente e cuidaria de pagar os direitos trabalhistas dos empregados demitidos pela Viação Cidade de Mauá Ltda.
Ressalto, por ser oportuno, que o acordo acima mencionado, era de conhecimento de todos os diretores do Sindicato”
 
David Barioni Neto diz que comprou em 11 de julho de 2012 a Viação Estrela de Mauá, que chegou a operar o lote 02 junto com a Leblon e foi retirada por determinação judicial. A Estrela de Mauá foi criada por Baltazar José de Sousa em 19 de abril de 2006 para participar de um processo licitatório em Mauá. Em conversas anteriores com o Blog, ele negou envolvimento com Baltazar e que a Estrela se tornou independente.
 
O proprietário da Suzantur, Claudinei Brogliato, disse que José Garcia Neto não é mais sócio da empresa desde 2011 e também negou envolvimento com empresários de ônibus da região. Ver matéria em: 


Já a carta enviada nesta terça-feira pela diretoria da Viação Cidade de Mauá teve o recebimento protocolado pelo Sintetra e registra que tanto David Barioni Neto e José Garcia Neto representaram a Suzantur em 2013.
José Garcia Netto é irmão de Ângelo Roque Garcia, dono do Banco Caruana que financia ônibus para diversas empresas de ônibus de todo o País. Entre elas, companhias do grupo de Baltazar e a Estrela de Mauá.
 
Inclusive, os ônibus que operaram pela Viação Estrela de Mauá e hoje são usados pela Suzantur, como os Mascarello Gran Via Volvo B 270 F, estão alienados ao Banco Caruana.
A assembleia que aponta para possibilidade de greve foi realizada pelo Sintetra na segunda-feira, dia 04 de agosto de 2014.

Fonte: Blog Ponto de Ônibus

+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

sábado, 2 de agosto de 2014

"Facts" Princesa também recorre contra a vitória da Suzantur em Mauá

Princesa também recorre contra Suzantur Mauá. As argumentações são semelhantes à da Viação Diadema: empresa contratada por Donisete Braga não teria condições de cumprir idade da frota.
Caio Apache Vip I Mercedes Benz OH 1621L da Suzantur no Terminal Central de Mauá. Foto: Grupo T.R.A..
ADAMO BAZANI – CBN
Outra empresa de ônibus recorreu contra a proposta da Suzantur para operar de forma exclusiva os transportes na cidade de Mauá. Nesta sexta-feira, foi a vez da Princesa Eireli, de Mato Grosso.
O recurso foi apresentado no último dia previsto pelo edital, sexta-feira, dia 1º de agosto.
Um dia antes, na quinta-feira, dia 31 de julho, a Viação Diadema, de Baltazar José de Sousa, também recorreu.
As argumentações das duas empresas são basicamente as mesmas.

A Suzantur, contratada emergencialmente pelo prefeito Donisete Braga e pelo ex secretário de mobilidade urbana, Paulo Eugênio Pereira, em outubro do ano passado por 180 dias, depois de um controverso processo de descredenciamento das antigas operadoras, na visão dos responsáveis pela Princesa e pela Diadema, não vai ter condições de cumprir até 2020 a exigência de idade média-máxima da frota, de acordo com as planilhas apresentadas pela Suzantur.

Além disso, argumentam as empresas que recorreram, não há comprovação de viabilidade econômico-financeira por parte da Suzantur para 10 anos.
A licitação garante monopólio dos transportes por 20 anos: o contrato é de 10 anos renováveis por mais 10 anos.
A prefeitura, nos bastidores, já adianta que vai negar os recursos das duas empresas. A Suzantur apresentou valor de outorga de R$ 6,2 milhões. O edital exigia R$ 5 milhões.

DESENTENDIMENTO ENTRE EMPRESÁRIOS, ENCENAÇÃO OU RECURSOS LEGÍTIMOS?
A licitação foi vista como uma manobra para tirar a Leblon Transporte de Passageiros de circulação, já que a empresa não faz parte do grupo de empresários que financiam campanhas petistas em Mauá e nos outros municípios do ABC Paulista.

O prefeito Donisete Braga sempre negou a versão e disse que as companhias descredenciadas (Viação Cidade de Mauá- Baltazar José de Sousa – e Leblon Transporte – família Isaak) consultaram dados de bilhetagem eletrônica sem autorização, versão que não foi consenso na prefeitura e é negada pelas empresas acusadas pelo Paço.

Entre os empresários de transportes da região, a versão é de que estes recursos podem provir de um desentendimento entre donos de empresas de ônibus que atuam no ABC. Também não está descartada, entre o setor, de haver uma espécie de “jogo de encenação” para desqualificar a versão de que a licitação seria uma forma de retomar o monopólio aos grupos que há trinta anos comandaram os transportes do ABC. Isso porque, já foi sinalizado pelo Paço que estes recursos na prática não vão ter valor nenhum.

A Suzantur nega relação atual com estes empresários, se limitando, segundo a direção da empresa, a alugar a garagem de Baltazar José de Sousa, e usar ônibus que já foram da Viação Estrela de Mauá, financiados pelo Banco Caruana.

Para continuar lendo, clique aqui.

+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

"Facts" Viação Diadema recorre contra Suzantur em Mauá

Recurso diz que companhia contratada por Donisete Braga na prática não vai conseguir atender idade média da frota.
Ilustração: Grupo T.R.A..
ADAMO BAZANI – CBN 
A polêmica licitação dos transportes em Mauá, na Grande São Paulo, ganhou mais um capítulo.
A Viação Diadema, de Baltazar José de Sousa, recorreu do parecer da comissão de licitação, presidida por Eduardo Pacheco Monteiro, que acatou a proposta de outorga de R$ 6,2 milhões apresentada pela emergencial Suzantur, contratada por 180 dias pelo prefeito Donisete Braga e pelo ex secretário de mobilidade urbana, Paulo Eugênio Pereira em outubro.

Bastidores da prefeitura dão conta que o recurso vai ser analisado de forma protocolar, para cumprir as possibilidades de contestação presentes no edital, mas que Donisete Braga e sua equipe estão convictos em colocar a Suzantur como operadora única da cidade, retomando o modelo de monopólio de transportes.
A Viação Diadema diz que a Suzantur não conseguiria cumprir o item 29 do edital que prevê idade máxima de 5 anos para a frota a partir de 2020.

A constatação da empresa foi feita após análise das planilhas da Suzantur apresentadas na licitação.
Além disso, a defesa da Viação Diadema diz que a planilha demonstra viabilidade-econômico financeira para 9 anos e não dez anos como exigido no edital.
A Suzantur paga aluguel da garagem de propriedade de Baltazar José de Sousa, dono da Viação Diadema e da descredenciada Viação Cidade de Mauá, conhecida como “Princesinha” no Jardim Zaíra 4.

CONDUÇÃO DOS TRANSPORTES DE MAUÁ LEVANTA QUESTIONAMENTOS:
Enquanto há disputas pelo monopólio dos transportes em Mauá, a população sente as dificuldades nas ruas.
Nem todos os ônibus são adaptados para portadores de deficiência física, parte dos veículos da Viação Cidade de Mauá é considerada sucateada, apesar de renovar a frota mesmo antes do resultado da licitação, muitos ônibus da Suzantur são usados de São Paulo, do Litoral, de Diadema e de Santo André, estando desgastados, e a bilhetagem eletrônica nova, com o Cartão SIM, tem apresentado problemas que geram filas na entrada do terminal.

Para continuar lendo, clique aqui.

+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

domingo, 27 de julho de 2014

"Facts" Suzantur é declarada vencedora da licitação em Mauá

Dentro de no máximo quatro meses, Terminal de Mauá terá somente ônibus da Suzantur.
Ilustração: Grupo T.R.A..
Agora é oficial. A prefeitura de Mauá publicou no Diário Oficial do município nesta sexta-feira (25) que a Suzantur venceu a licitação do transporte coletivo.

A publicação ocorre um dia depois de o envelope com a proposta de outorga onerosa oferecida pela Suzantur ter sido aberto. A empresa ofereceu R$ 6,2 milhões para ganhar a concorrência - o mínimo exigido era de R$ 5 milhões.

Na quinta (24) e na sexta-feira técnicos da Secretaria de Mobilidade Urbana avaliaram a planilha de custos apresentada pela Suzantur e deram aval aos números apresentados pela empresa. Haverá agora prazo de cinco dias úteis para recursos. Após esse período, o resultado da licitação será homologado.

A Suzantur vai ficar responsável por operar todas as linhas de ônibus de Mauá pelos próximos dez anos. O edital exige que a viação coloque para rodar somente veículos novos. A nova frota precisa entrar em circulação em no máximo quatro meses.

A viação era a única que participava da concorrência. As empresas Express, Viação Diadema e Princesa Turismo foram inabilitadas a continuar no certame.

A licitação do transporte em Mauá chegou a ser suspensa em junho por determinação da Justiça, a pedido da viação Cidade de Mauá. A prefeitura retomou a concorrência em julho, após ter conseguido derrubar a decisão que paralisou o certame.

FONTE: Repórter Diário

+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

quinta-feira, 24 de julho de 2014

"Facts" Prefeitura de Mauá anuncia o valor da outorga oferecida pela Suzantur, que deve ser declarada vencedora da licitação

Suzantur deve ser declarada vencedora da licitação na próxima segunda-feira (28)
Ilustração e foto: Grupo T.R.A..
Tiago Oliveira
A Suzantur ofereceu para a prefeitura de Mauá R$ 6,2 milhões para vencer a licitação do transporte coletivo municipal. O valor, chamado de outorga onerosa, foi revelado na manhã desta quinta-feira (24), quando foi aberto o envelope com a proposta da empresa. O edital exigia pagamento de, no mínimo, R$ 5 milhões.
A outorga é o critério que define a vencedora da licitação, ou seja, ganharia a concorrência quem oferecesse o maior valor.

A Suzantur é a única empresa que ainda participa da licitação. Três concorrentes (Princesa Turismo, Express e Viação Diadema) foram declaradas inabilitadas por descumprirem itens do edital e nem sequer recorreram para tentar seguir na disputa.
Apesar de ser a única participante do certame, a Suzantur ainda não foi declarada oficialmente vencedora da concorrência. Isso deve ocorrer até a próxima segunda-feira (28). Até lá, técnicos da secretaria de Mobilidade Urbana vão avaliar se as planilhas de custos apresentadas pela viação – que também foram abertas nesta quinta – estão dentro das especificações do edital.

Assim que a vencedora for anunciada, haverá prazo de cinco dias úteis para recursos. Após esse período, o resultado da licitação será homologado.
A vencedora da licitação vai operar todas as linhas de ônibus de Mauá pelos próximos dez anos. Uma das exigências do edital é que todos os ônibus sejam zero quilômetro. A empresa terá quatro meses para colocar os veículos em circulação.

Justiça
A licitação do transporte em Mauá chegou a ser suspensa em junho por determinação da Justiça, a pedido da viação Cidade de Mauá. A prefeitura retomou a concorrência em julho, após ter conseguido derrubar a decisão que paralisou o certame.

Linhas
Atualmente o transporte em Mauá é dividido em dois lotes. O lote 2 é operado integralmente pela Suzantur, que assumiu as linhas no lugar da Leblon no final do ano passado, de forma emergencial. São 20 linhas neste lote.
O lote 1 é formado por 31 linhas, sendo que 11 delas são operadas pela Suzantur.

FONTE: Rádio ABC

+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

domingo, 20 de julho de 2014

"Facts" Empresas desclassificadas não recorrem, e licitação do transporte público de Mauá avança com a Suzantur

Inabilitadas não recorrem e edital do transporte avança.
Caio Apache Vip I Mercedes Benz OF-1721 da Suzantur. Foto: Grupo T.R.A..
Nenhuma empresa desclassificada pela Prefeitura de Mauá na fase de habilitação de documentação recorreu da decisão da administração na licitação das linhas de ônibus. O prazo para questionamentos se encerrou ontem e a expectativa é a de que a proposta financeira da companhia seja revelada na terça-feira.

Caso a oferta da Suzantur seja igual ou superior a R$ 5 milhões, ela será homologada vencedora do certame. Antes da assinatura do contrato, entretanto, será aberto prazo de cinco dias úteis para apontamentos da decisão. “Se estiver tudo certinho com a questão financeira, vamos assinar o contrato. Em agosto já começa a implantar a exigência de frota nova de ônibus. A expectativa é positiva”, explicou o secretário de Governo, Edílson de Paula (PT).

Edílson avalia que o processo foi bem executado. “Conduzimos bem o processo. Tivemos a liminar do Amazonas, superamos e estamos encerrando”. O fato de o leilão ter sido feito em apenas um lote, diferentemente da última licitação – em que duas empresas executavam o serviço – foi exaltado pelo secretário. “Cachorro de dois donos passa fome. Uma empresa prestava o serviço bem e a outra não. Todos têm direito ao mesmo tratamento, sejam negros, amarelos, brancos, pobres ou ricos.”

A renovação da concessão é tida como principal etapa da melhoria da Mobilidade Urbana pela gestão de Donisete.

FONTE: Diário do Grande ABC

+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

segunda-feira, 14 de julho de 2014

"Facts" Licitação do transporte público de Mauá continua e já tem uma empresa encaminhada

Prefeitura de Mauá habilita Suzantur em licitação dos transportes. Empresa que assumiu emergencialmente, após descredenciamento polêmico das duas empresas que operavam anteriormente, já realizava compras de ônibus antes do resultado do certame.
Marcopolo Torino 2007 Midi Mercedes Benz OF-1418 da Suzantur, operando no Jardim Zaíra.
ADAMO BAZANI – CBN
A prefeitura de Mauá, na Grande São Paulo, escolheu a Suzantur para ser a operadora única de todo o sistema de transportes na cidade do ABC Paulista.
Apesar de a licitação ter sido barrada pela Justiça de Manaus, que atendida pedido do grupo de Baltazar José de Sousa, em processo de recuperação judicial, a administração do petista Donisete Braga continuou a análise das propostas das empresas. Na quinta-feira, o STJ permitiu o prosseguimento da licitação atendendo ação da prefeitura.

Diferentemente do que o prefeito havia comunicado para parte da imprensa, apenas quatro empresas apresentaram interesse em participar, entre elas a Suzantur.
De acordo com o Diário Oficial do Município, as outras três participantes têm prazo de cinco dias para recorrer:

“CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 008/14 – PROCESSO Nº 12001/2013.
OBJETO: CONCORRÊNCIA do tipo MAIOR OUTORGA, objetivando a CONCESSÃO A TÍTULO ONEROSO PARA EXPLORAÇÃO E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO NO MUNICÍPIO DE MAUÁ.

Em análise a documentação apresentada pelas empresas participantes da presente licitação, a Comissão Permanente de Licitações decide INABILITAR as empresas: EXPRESS TRANSPORTES URBANOS LTDA por deixar de atender o item 70 “c” do edital; PRINCESA TURISMO EIRELI por deixar de atender os itens 87.1 e 87.2 do edital; VIAÇÃO DIADEMA LTDA por deixar de atender os itens 70 “c”, “d”, “e”, “h” e “j” do edital, bem como os itens 87, 87.1 e 87.2 do edital. Quanto à empresa TRANSPORTADORA TURÍSTICA SUZANO LTDA, a mesma apresentou a documentação conforme solicitada no edital estando,portanto HABILITADA a prosseguir no certame. Fica aberto o prazo de 05 (cinco) dias úteis para interposição de recurso, nos termos da Lei 8.666/93.
EDUARDO MONTEIRO PACHECO – PRESIDENTE da CPL” –

Para continuar lendo, clique aqui.
 
+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

domingo, 13 de julho de 2014

"Facts" Suzantur retoma linhas que eram da Viação Cidade de Mauá neste domingo (13)

Segundo informações obtidas, liminar foi derrubada pela administração municipal.

Ilustração: Mobilidade Mauá.
Neste domingo pela manhã, as linhas que haviam sido recuperadas pela Viação Cidade de Mauá voltaram para a operação da Viação Suzantur. A liminar que fora impetrada pelo juíz Rosselberto Himenes que garantia a circulação da VCM, alegando ser necessária para o pagamento de dívidas trabalhistas, foi derrubada pela Prefeitura de Mauá.

Confira abaixo a relação das linhas retomadas:
• 031 - Parque São Vicente / Terminal Central;
• 072 - Nova Mauá / Terminal Central;
• 087 - Boa Vista / Terminal Central;
• 088 - Zaíra / Sertãozinho – via Nova Mauá;

• 089 - Zaíra Radial / Terminal Central;
• 091 - Parque das Américas / Terminal Central;
• 101 - Itapark / Terminal Central;
• 131 - Terminal Itapeva / Terminal Central;
• 132 - Camargo / Santista – via Terminal Itapeva;

Linha operada pela primeira vez pela empresa Suzantur:
• 102 - Jardim Mauá/ Terminal Central;


Fonte: Mobilidade Mauá
 
+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

quinta-feira, 10 de julho de 2014

GTA BUS MAUA SA: Ciferal Citmax Riacho Grande

Olá pessoal que acompanham o GTA BUS MAUA SA;
Hoje trago uma pintura da EMTU em um ônibus que é raridade na região.
Trata-se do Ciferal Citmax Volkswagen 15.190 da Viação Riacho Grande, empresa que opera várias linhas intermunicipais entre Diadema, São Bernardo do Campo e São Paulo.
Na vida real, a empresa possui uma unidade sobre o chassi Volks 17.210 OD.
Fiquem com as fotos e link para download:
FOTO REAL:

http://www.4shared.com/rar/uohjmDHjba/ciferal_citmax_-_viao_riacho_g.html
FICHA DE DADOS:
Autor: EWERTON (GTA DIVISIGN)
Edição: (ƒabrício™) gta modificações brasil

Rodas: ITACHI3d
REEDIÇÃO PARA VOLKSBUS 15-190 (AKASSIO) -  GTA MANAUS

Pintura: Thiago de Souza

Instale pelo GGMM.
Substitua o Bus


+ skins futuramente!
Abraços
;)

domingo, 6 de julho de 2014

"Facts" Cartões DaHora em Mauá tem prazo prorrogado

A mudança no sistema de bilhetagem ganhou um novo prazo.
Ilustração: Grupo T.R.A..
A Prefeitura de Mauá, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana, segue com a implantação do Cartão SIM (Sistema Integrado Mauá). O novo cartão, válido em todas as linhas do transporte coletivo municipal, substitui o antigo, o DaHora, de forma mais prática e segura. Em mais uma etapa da implantação do SIM, os créditos do DaHora valem até dia 15 de agosto.

Vale ressaltar que a Prefeitura encerrou as vendas e recargas do cartão DaHora no dia 2 de junho. Desde essa data apenas o Cartão SIM vem sendo comercializado, com a divulgação adicional de que o DaHora seria substituído pelo SIM. Conforme a prefeitura,  considerando o prazo final de 15 de agosto, somam 75 dias para a utilização dos créditos.

Após 15 de agosto, usuários do cartão DaHora que ainda possuírem créditos no Vale Transporte, Estudante e Comum poderão requerer o ressarcimento na Loja do Sim, instalada dentro do Terminal Central. Os casos serão analisados individualmente. 
Para agilizar o atendimento, a equipe será ampliada de sete para 15 atendentes a partir do dia 7 de julho. Créditos remanescentes no cartão comum poderão ser transferidos de imediato.

O Cartão SIM chegou apresentando uma série de vantagens para os usuários. Além de ser mais prático, permitindo a recarga inclusive dentro dos ônibus, ele é mais seguro. Ao adquirí-lo, o passageiro faz um cadastro, e o número do cartão fica vinculado ao seu nome. No caso de perda é possível cancelar o antigo e repassar os créditos para o novo.

O uso do Cartão SIM garante também maior rapidez no acesso ao Terminal Central, já que ele é aceito em todas as catracas. Além disso, o novo cartão também será utilizado na integração com os trens da CPTM, que deve começar em breve.

Para adquirir o seu cartão o usuário deve dirigir-se à Loja do SIM. Três categorias de cartão estão à disposição do usuário, de acordo com a necessidade de utilização:

- Escolar – emitido com o nome do beneficiário. As regras de emissão são as mesmas da do antigo cartão de passe escolar;
- Vale Transporte – emitido com o nome do beneficiário e adquirido pelas empresas, que são as responsáveis por mensalmente comprar os créditos que serão carregados no cartão;

- Cidadão – para os usuários em geral. Quem quiser adquirir o seu cartão Cidadão SIM deve ir à Loja do SIM e apresentar RG e CPF para o cadastro.

Além dessas modalidades, recarregáveis, as bilheterias do terminal seguirão vendendo os cartões Unitários, para passageiros eventuais.

O Terminal Central de Mauá passou recentemente por uma série de alterações, e foi modernizado e adaptado para receber as catracas eletrônicas que leem o cartão SIM. Bilheterias blindadas foram construídas nos dois lados do terminal, para maior segurança na operação do sistema.

Fonte: Prefeitura de Mauá
 
+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

quinta-feira, 3 de julho de 2014

"Facts" Jardim Zaíra receberá faixa exclusiva para ônibus no mês de agosto

Além da faixa de ônibus, o secretário de Mobilidade Urbana de Mauá fez nova estimativa para a integração dos ônibus municipais com os trens da CPTM.
Ônibus da Suzantur trafegando pela Avenida Presidente Castelo Branco, no Jardim Zaíra. Foto: Grupo T.R.A..
O governo do prefeito de Mauá, Donisete Braga (PT), vai ampliar o projeto de faixa exclusiva de ônibus, estendendo o modelo para a Avenida Castelo Branco em agosto. A garantia foi dada pelo secretário de Mobilidade Urbana, Azor Albuquerque, que visitou a sede do Diário do Grande ABC no dia 1 de julho. A via, com extensão aproximada de quatro quilômetros, liga a região central ao Jardim Zaíra. Até agora, a cidade conta com a proposta na Avenida Barão de Mauá, primeiro espaço reservado a receber a intervenção.

A avaliação do Paço é de que a experiência foi bem-sucedida no período de seis meses de efetividade, no sentido de dar mais fluidez ao transporte público na via, considerada uma das mais congestionadas da cidade. “Nesse primeiro momento, o estudo de impacto aponta que a viagem de 60 minutos (ida e volta) diminuiu pela metade, para 30 minutos. Balanço é positivo”, analisou o secretário.

O próximo passo é implantar o sistema na Avenida Itapark, porém, ainda sem prazo. O plano das faixas exclusivas antecede o projeto de inauguração dos três corredores de ônibus, que englobará investimento de R$ 21 milhões. “Com a (futura) chegada do corredor toma o lugar da faixa, que conseguimos fazer muito mais rápido do que o corredor, pois ele acarreta em obra civil”, explicou Azor.

Diferentemente das faixas compartilhadas, com os corredores as vias são segregadas e ficam reservadas ao transporte público durante todo o dia. No projeto de faixa exclusiva, a administração revitaliza e sinaliza o espaço físico do viário, impondo circulação restrita nos horários de pico.
A fiscalização ao limitar o uso da extensão, segundo o titular da Pasta, será eletrônica em no máximo em 20 dias. “Colocaremos radares fixos, assim como a cidade de São Paulo, em cerca de 15 pontos, visando educar”, acrescentou.

INTEGRAÇÃO
Azor prometeu que a integração do sistema de ônibus municipais e a Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) se consolidará em setembro. Por indicação do governo do Estado, a Prefeitura faz ajustes na tecnologia do cartão que servirá para implementar a interligação.

Fonte: Mauá Virtual
 
+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

terça-feira, 1 de julho de 2014

"Facts" Cartão Dahora saíra de circulação em Mauá e dará lugar ao SIM

Mudança de tecnologia trará novidades, mas não manterá o saldo do cartão antigo para o novo.
Atualmente, os ônibus municipais estão operando com dois validadores. Foto: Grupo T.R.A..
A Prefeitura de Mauá, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana, segue com a implantação do Cartão SIM (Sistema Integrado Mauá). O novo cartão, válido em todas as linhas do transporte coletivo municipal, substitui o antigo, o DaHora, de forma mais prática e segura.

Em mais uma etapa da implantação do SIM, a partir do próximo dia 20 de julho o cartão DaHora vai perder a validade. Com isso, eventuais créditos que ainda existam no cartão serão perdidos após essa data. Essa medida atingirá as modalidades de vale transporte e estudante do DaHora. Créditos remanescentes no cartão comum poderão ser transferidos desde que devidamente comprovados.

O Cartão SIM chegou apresentando uma série de vantagens para os usuários. Além de ser mais prático, permitindo a recarga inclusive dentro dos ônibus, ele é mais seguro. Ao adquiri-lo, o passageiro faz um cadastro, e o número do cartão fica vinculado ao seu nome. No caso de perda é possível cancelar o antigo e repassar os créditos para o novo.

O uso do Cartão SIM garante também maior rapidez no acesso ao Terminal Central, já que ele é aceito em todas as catracas. Além disso, o novo cartão também será utilizado na integração com os trens da CPTM, que deve começar em breve.

Para adquirir o seu cartão o usuário deve dirigir-se à Loja do SIM dentro do Terminal Central de Mauá. Três categorias de cartão estão à disposição do usuário, de acordo com a necessidade de utilização:

- Escolar – emitido com o nome do beneficiário. As regras de emissão são as mesmas da do antigo cartão de passe escolar.
- Vale Transporte – emitido com o nome do beneficiário e adquirido pelas empresas, que são as responsáveis por mensalmente comprar os créditos que serão carregados no cartão.
- Cidadão – para os usuários em geral. Quem quiser adquirir o seu cartão Cidadão SIM deve ir à Loja do SIM e apresentar RG e CPF para o cadastro.

Além dessas modalidades, recarregáveis, as bilheterias do terminal seguirão vendendo os cartões Unitários, para passageiros eventuais.

O Terminal Central de Mauá passou recentemente por uma série de alterações, e foi modernizado e adaptado para receber as catracas eletrônicas que leem o cartão SIM. Bilheterias blindadas foram construídas nos dois lados do terminal, para maior segurança na operação do sistema.

Fonte: Prefeitura de Mauá
 
+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

segunda-feira, 30 de junho de 2014

GTA BUS MAUA SA: Busscar Urbanuss Pluss Suzantur

Olá pessoal que acompanham o GTA BUS MAUA SA;
Hoje trago mais uma pintura da cidade de Mauá.
Trata-se do Busscar Urbanuss Pluss Volkswagen 17.260 EOT da Suzantur Mauá, empresa contratada emergencialmente pela prefeitura para operar várias linhas do município, até que a licitação seja concluída.
Dos vários ônibus que operaram pela Oak-Tree, duas unidades do Urbanuss Pluss ainda operam pela empresa.
Fiquem com as fotos e link para download:
FOTO REAL:

http://www.4shared.com/rar/LmXLwFzSba/Busscar_Urbanuss_Pluss_Volks_-.html
FICHA DE DADOS:
Autor del Modelo: Countach
Conversión, ajustes y edición a OH-1420: SFDK Design
Edição para Volks Padrão São Paulo: Kaio - GTA Bus Sâo Paulo
Bancos: Andr3D

Pintura: Thiago de Souza

Instale pelo GGMM.
Substitua o Bus

EDIÇÃO EXCLUSIVA GTA BUS SÃO PAULO
Para fazer pintura ou postar em outro lugar, peça autorização aqui.

+ skins futuramente!
Abraços
;)

sexta-feira, 27 de junho de 2014

"Facts" MP questiona licitação do transporte público em Mauá

Promotoria atende denúncia da Viação Cidade de Mauá, que acusou governo de favorecer Suzantur.
Caio Apache S21 Mercedes Benz OF-1722M da Viação Cidade de Mauá.
O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) instaurou inquérito civil para apurar denúncia de direcionamento na licitação para concessão de linhas de ônibus em Mauá. O pedido de apuração foi movido pela Viação Cidade de Mauá contra a Prefeitura e a Suzantur, que atualmente opera emergencialmente as linhas na cidade. Entretanto, o secretário de Governo Edílson de Paula (PT) rechaçou a acusação e garantiu que a Administração responderá aos questionamentos da Promotoria. Além do inquérito do MP, a licitação para concessão das linhas de ônibus está suspensa por determinação da Justiça de Manaus. Enquanto a batalha judicial não for resolvida, a população de Mauá terá de aguardar para que o prefeito Donisete Braga (PT) promova alterações no transporte público da cidade.

Edílson contestou a denúncia realizada pela Viação Cidade de Maúa, dizendo que o edital não sofreu questionamentos após análise do TCE (Tribunal de Contas do Estado). “Tudo foi feito na maior normalidade possível. A Promotoria de Mauá acatou a denúncia e pediu para a Prefeitura se pronunciar. Então já estamos respondendo que a licitação está dentro da legalidade e vamos nos defender”, frisou.

De acordo com o advogado Edivaldo Nunes Ranieri, que defende o empresário Baltazar José de Souza – proprietário da Cidade de Mauá –, a empresa apresentou representação ao MP-SP com base em mudanças no edital. “O edital exigia capital das empresas na ordem de aproximadamente R$ 7 milhões e, posteriormente, esse capital foi alterado para R$ 3,5 milhões. Coincidentemente, o capital da Suzantur é de R$ 3,5 milhões”, argumentou.

Transporte nas mãos da Justiça - O juiz da 5ª Vara Cível de Manaus, no Amazonas, Rosselberto Himenes, suspendeu há duas semanas a licitação para concessão das linhas de ônibus, alegando que o empresário Baltazar está em processo de “recuperação judicial” e, portanto, a Cidade de Mauá não pode suspender os serviços prestados na cidade. A Viação Cidade de Mauá e a empresa Leblon Transporte de Passageiros, que operavam as linhas de ônibus na cidade até dezembro do ano passado, foram classificadas como inidôneas pelo governo por suposta fraude no sistema de bilhetagem eletrônica, sendo impedidas de participar de licitações em Mauá. 

“Entendemos que é uma decisão que não cabe à Justiça de Manaus, pois o processo de recuperação judicial não é compatível com a licitação”, completou Edílson. 

Fonte: ABCD Maior
 
+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

sexta-feira, 20 de junho de 2014

GTA BUS MAUA SA: Caio Apache Vip I Midi TransBus

Olá pessoal que acompanham o GTA BUS MAUA SA;
Hoje trago uma pintura da EMTU em um midi.
Trata-se do Caio Apache Vip I Midi Volkswagen 15.180 EOD da TransBus, empresa que opera algumas linhas intermunicipais entre Diadema, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul.
A empresa possui uma frota variada, e tem duas unidades do modelo na versão midi.
Fiquem com as fotos e link para download, com a nova logo do governo do Estado de São Paulo:
FOTO REAL:

http://www.4shared.com/rar/K_feb_qNce/Caio_Apache_Vip_I_Midi_TransBu.html
FICHA DE DADOS:
Autor do Modelo: SFDK, Elurbanuss, Erisson, Johan
Adaptação para 2 portas: SFDK
Conversão : SFDK
Modificação para MIDI: Andr3D (Acha & Baixa)

Pintura: Thiago de Souza

Instale pelo GGMM.
Substitua o Bus!
 
+ skins futuramente!
Abraços
;)

quinta-feira, 19 de junho de 2014

"Facts" Prefeitura de Mauá cumpre determinação judicial e Viação Cidade de Mauá volta a operar linhas do lote 01 que foram repassadas para a Suzantur

Medida foi determinada por decisão judicial, e começa a valer a partir desta sexta-feira (20).
Mascarello Gran Via Low Entry Mercedes Benz O500U da Viação Cidade de Mauá. Foto: Grupo T.R.A..
A Prefeitura de Mauá informa que, cumprindo decisão judicial, a Viação Cidade de Mauá reassume, a partir desta sexta-feira (20), as nove linhas do lote 1 que havia deixado de operar no transporte coletivo municipal. A volta à operação da empresa seguirá o seguinte calendário:

Sexta-feira (20) a partir das 4h
- Linha 31 (Parque São Vicente)
- Linha 72 (Nova Mauá)
- Linha 87 (Alto da Boa Vista)
- Linha 91 (Parque das Américas)
- Linha 101 (Itapark)

Segunda-feira (23) a partir das 4h
- Linha 88 (Zaíra/Sertãozinho)
- Linha 89 (Zaíra/Radial)

Terça-feira (24) a partir das 4h
- Linha 131 (Itapeva)
- Linha 132 (Camargo)

FONTE: Prefeitura de Mauá

+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

"Facts" Prefeitura de Mauá pode barrar a volta da Viação Cidade de Mauá em linhas que foram repassadas para a Suzantur

A Viação Cidade de Mauá pretende fazer valer nesta quinta-feira (19) a vitória que conseguiu na Justiça de Manaus e voltar a operar todas as linhas de ônibus do lote 1 no município.
Mascarello Gran Via Articulado Volkswagen 17.230 EOD da Viação Cidade de Mauá.
A decisão judicial, que determinou ainda a suspensão da licitação do transporte coletivo municipal, chegou oficialmente ao conhecimento da prefeitura na segunda-feira (16), quando a administração e a Procuradoria do município foram notificadas.

Apesar da liminar, o retorno das operações da Cidade de Mauá terá que passar pelo crivo da prefeitura. A secretaria de Mobilidade Urbana considera que tem o direito de impedir a operação, caso a empresa não demonstre que tem capacidade de promover o serviço de forma adequada.

Uma das principais preocupações é com a mão-de-obra, já que motoristas da Cidade de Mauá foram demitidos desde que a viação perdeu alguma das linhas para a Suzantur.

"A empresa precisa apresentar um plano de operação das 13 linhas que foram retiradas dela. Temos 40 ônibus que foram retirados do lote 1 e funcionários que foram demitidos. Se as condições que ela apresentar não atender as exigências da operação, não vamos deixar operar", garante o secretário de Governo de Mauá, Edilson de Paula.

A empresa
A viação Cidade de Mauá pertence a Baltazar de Souza, proprietário da EAOSA e da Ribeirão Pires. Em 2010, depois de vencer uma licitação, a empresa passou a operar 60% das linhas de um dos dois lotes em que o município foi dividido. A outra parte ficou sob responsabilidade da Leblon. No ano passado, Leblon e Cidade de Mauá foram consideradas inidôneas, porque teriam acessado indevidamente um sistema que controla as passagens.

Recurso
A prefeitura de Mauá promete recorrer da decisão do juiz Rosselberto Himenes, da que determinou a suspensão da licitação e a operação integral da Cidade de Mauá. O recurso deve ser protocolado na semana que vem.

"Essa questão da recuperação judicial não pode influenciar na decisão da municipalidade de abrir a licitação", explica o secretário Edilson de Paula. "Se uma empresa está em recuperação judicial, ela comete irregularidade e não cumpre suas obrigações... Quer dizer que se a recuperação demorar dois anos a população tem que ficar com o sistema precário?"

Argumento judicial
No ano passado, em meio à queda de braço envolvendo prefeituras e empresas de ônibus, a viação Cidade de Mauá chegou a conseguir uma liminar que impedia a prefeitura de substituir linhas do lote 1 e obrigava a suspensão da licitação. É essa liminar, que chegou a ser derrubada posteriormente, que agora voltou a valer.

O principal argumento da Justiça de Manaus é que a Cidade de Mauá é uma empresa que está em recuperação judicial. O fim das atividades da viação significaria a interrupção da arrecadação através das tarifas, o que poderia dificultar o futuro pagamento de passivos trabalhistas.

Outras viações de Baltazar de Sousa, como EAOSA, Ribeirão Pires e viação Diadema, também estão com dívidas trabalhistas.

FONTE:Mauávirtual

+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

sexta-feira, 13 de junho de 2014

"Facts" EUSA renova frota de ônibus convencionais e Viação Vaz apresenta o "Copa Bus"

Cidade de Santo André ganha novos ônibus municipais e um ônibus que está no clima da Copa do Mundo.
Comil Svelto Midi 2013 Mercedes Benz OF-1519 da Viação Vaz.. Foto: Raphael de Oliveira Denisovas.


Em ano que o Brasil sedia a Copa do Mundo, Santo André coloca nas ruas o Copa Bus, veículo totalmente caracterizado que circulará pelas ruas da cidade até o fim do Mundial. O tradicional motorista Fumassa, de bermuda e camisa da seleção, está devidamente trajado para transportar os passageiros. Uma estrutura foi incorporada ao ônibus para que os usuários do transporte público municipal não percam nenhum lance dos jogos.

Durante as viagens, os passageiros poderão assistir à abertura do campeonato e a todos os jogos da Copa em duas TVs de LED, em alta definição, instaladas dentro do veículo. Um imenso tapete de grama sintética decora o interior do Copa Bus, além 70 metros de lâmpadas de LED com as cores do Brasil.
Devido ao sucesso conquistado com o Bus Noel, tradicional na cidade, o Copa Bus retorna pela segunda vez às ruas. O veículo, totalmente adaptado, zero quilômetro, conta ainda com catraca digital, que contabiliza o número de passageiros que utilizou o serviço, portas elétricas e totalmente acessíveis. A iniciativa é da SATrans (Santo André Transportes), concessionária que administra o sistema de transporte público municipal e da Secretaria de Mobilidade Urbana, Obras e Serviços Públicos. 

NOVOS ÔNIBUS 
Caio Apache Vip III Mercedes Benz OF-1721, da Viação EUSA (Empresa Urbana Santo André). Foto: Henrique Cavalcante.
Na ocasião, oito novos ônibus, de um lote de 12 adquiridos pelo Consórcio União Santo André, foram entregues. Os veículos circularão nas linhas B-13 Jardim Aclimação/ Vila Alice e B-19 Jardim Aclimação/Rodoviária (Via Bairro Campestre). Todos os veículos são zero-quilômetro e adaptados para o transporte de deficientes físicos e monitoramento por GPS.
Caio Apache Vip III Mercedes Benz OF-1721, da Viação EUSA (Empresa Urbana Santo André). Foto: Henrique Cavalcante.
Caio Apache Vip III Mercedes Benz OF-1721, da Viação EUSA (Empresa Urbana Santo André). Foto: Henrique Cavalcante.
Para atender aos padrões e normas de acessibilidade, os novos ônibus possuem espaço maior entre os bancos e assentos preferenciais devidamente demarcados para obesos, portadores de deficiência, idosos e pessoas com criança de colo. Os veículos também são menos poluentes, com motores de alta tecnologia que seguem padrões internacionais em vigor no País, e reduzem em 80% a emissão de materiais particulados e de 63% de óxidos de nitrogênio.
Os novos ônibus estão substituindo os Neobus Spectrum City Mercedes Benz OF-1722M, da EUSA (Empresa Urbana Santo André) que possuem duas portas e operaram antes em Uberaba - MG.
Para o prefeito de Santo André, Carlos Grana, a entrega dos novos ônibus reforça o compromisso da cidade na renovação da frota. “Cada vez mais, mantemos o olhar na mobilidade urbana, já entregamos outros novos ônibus e agora estamos com mais oito, garantindo a qualidade dos usuários. E o Copa Bus, com o nosso famoso Fumassa, o Pelé de Santo André, vai circular pelas ruas alegrando a torcida andreense em busca do título”, apontou o chefe do Executivo durante vistoria dos novos coletivos.

O Secretário de Mobilidade Urbana, Obras e Serviços Públicos, Paulinho Serra, apontou os avanços alcançados com os novos ônibus entregues à população. “Conforme o prefeito determinou, e com a continuação do projeto de modernização de transporte público, batemos recordes atrás de recordes, aliado ao aumento na qualidade dos coletivos”, apontou o chefe da Pasta.

Vídeo sobre o Copa Bus:
 
Fontes:
ABC do ABC
Gazetaesportiva.net 

+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

"Facts" O que será que vai acontecer? Justiça de Manaus manda suspender licitação de Mauá

A Justiça de Manaus determinou que Mauá suspenda a licitação do transporte coletivo municipal.
Ilustração: Grupo T.R.A..
TIAGO OLIVEIRA
A decisão do juiz Rosselberto Himenes atende a pedido da viação Cidade de Mauá, declarada inidônea pela prefeitura e impedida pela administração de participar da concorrência.

Himenes é o mesmo juiz que no ano passado concedeu liminar à viação Cidade de Mauá, garantindo que a empresa continuasse operando as linhas do lote 1. Essa liminar foi depois cassada pela prefeitura.

No seu despacho, proferido na quinta-feira (12), o magistrado explica que após decisão do Tribunal de Justiça do Amazonas, a liminar do ano passado voltou a vigorar. Isso impediria, portanto, que agora a prefeitura desse continuidade à licitação.

O juíz estabeleceu ainda uma multa diária de R$ 10 mil, caso a prefeitura de Mauá não interrompa imediatamente a concorrência.

Envelopes e empresas
Na manhã desta sexta-feira (13), a prefeitura de Mauá recebeu envelopes com os documentos das empresas necessárias em participar da licitação.

Quatro viações apresentaram propostas: Suzantur (que já opera de forma emergencial na cidade desde dezembro), Princesa Turismo (do Mato Grosso), Express (que atua na zona leste da capital) e Viação Diadema, cujo proprietário é Baltazar de Souza, o mesmo dono da viação Cidade de Mauá e da EAOSA.
O representante da viação Diadema apresentou a decisão judicial na sessão de entrega de envelopes, que seria protocolada no Fórum da cidade no período da tarde.

Licitação
A empresa vencedora da licitação vai operar todas as linhas de ônibus de Mauá pelos próximos dez anos.
Uma das obrigações previstas no edital é que todos os ônibus sejam 0 km e adaptados para pessoas com deficiência. Os veículos terão cinco anos de vida de útil.

A empresa vencedora também terá como atribuição fazer a manutenção dos terminais da cidade, tanto os que já existem, quanto os que a prefeitura promete construir.

A promessa inicial da prefeitura era que a licitação resultaria em duas empresas vencedoras. Cada uma das viações seria responsável por metade das linhas de ônibus de Mauá.
Mas a administração mudou de ideia, alegando objetivo de atrair a iniciativa privada para o certame.

Fonte:Rádio ABC

+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"

terça-feira, 10 de junho de 2014

"Facts" O que será que vai acontecer? Cerca de sete empresas de ônibuis estão interessadas em operar no tranporte público de Mauá

Nova concessionária deve começar a operar nas ruas de Mauá em um prazo de 120 dias a partir da abertura dos envelopes.
Ilustração: Grupo T.R.A..
Pelo menos sete empresas de ônibus vão participar da licitação para concessão dos serviços de transporte coletivo de Mauá. O governo do prefeito Donisete Braga (PT) anuncia a futura operadora da frota de ônibus municipais nesta sexta-feira (13/06), em meio à briga judicial com as atuais concessionárias da cidade, classificadas pelo Paço, após auditoria interna, como inidôneas sob acusação de fraude no sistema de bilhetagem eletrônica.

Entre as sete empresas, estão a Viação São José de Transportes, com base situada em Santo André, além da Princesa Turismo Noiva do Mar, do município de Rio Grande, Interior do Rio Grande do Sul. A Suzantur também participará do certame. A operadora tem ônibus circulando por Mauá por meio de contrato emergencial firmado em outubro.

Após auditoria no transporte público realizada em maio do ano passado, o governo acusou a Viação Cidade de Mauá e a Leblon Transporte de Passageiros de invasão no sistema de bilhetagem e as multou em  R$ 8,2 milhões e R$ 12,2 milhões, respectivamente.
Classificadas como inidôneas pela Prefeitura, ambas estão impossibilitadas de participar do processo licitatório.

Pelo edital, a futura empresa pagará outorga mínima de R$ 5 milhões, sendo que 50% serão pagos imediatamente após a assinatura de novo convênio, enquanto o restante será depositado aos cofres municipais nos 24 meses seguintes. A previsão é que a nova concessionária comece a operar pelas ruas de Mauá em um prazo de 120 dias a partir das aberturas dos envelopes.  

Fonte:ABCD Maior

+ informações futuramente!

"Busologia Mauá, informações e GTA da cidade!"